• 🆘 ATENDIMENTO: Segunda a sexta 08:00 às 17:00
  • 🚚 Frete Grátis para todo Brasil!
  • 💳 Parcele em até 12 vezes no Cartão de Crédito!
  • 🆘 ATENDIMENTO: Segunda a sexta 08:00 às 17:00
  • 🚚 Frete Grátis para todo Brasil!
  • 💳 Parcele em até 12 vezes no Cartão de Crédito!

Ele vive, Ele Reina!

A história do Crucifixo

A história do Crucifixo

O crucifixo é a cruz de Cristo. Para nós, cristãos, representa a relação entre vida e morte, o mundo espiritual e o mundo terreno, a condenação e a redenção.

 

Jesus escolheu o caminho da cruz para salvar a humanidade e manifestar o amor da Santíssima Trindade pelos homens. Para os católicos, a cruz, como lugar do sacrifício de Cristo, é o princípio da salvação dos homens. Os cristãos a veneram professando nela sua esperança: “Salve, ó Cruz, única esperança” (CIC 617).

 

Ela é entendida como uma ponte para o bem, o caminho mais correto, que liga o homem a Deus. Através do sacrifício, deixam-se os pecados para trás, aceita-se o próprio destino e, então, vive-se em paz.

 

Segundo o Catecismo da Igreja Católica, a conversão se realiza na vida cotidiana por meio de gestos de reconciliação, do cuidado com os pobres, do exercício e da defesa da justiça e do direito, pela confissão das faltas aos irmãos, pela correção fraterna, pela revisão de vida, pelo exame de consciência, pela direção espiritual, pela aceitação dos sofrimentos, pela firmeza na perseguição por causa da justiça. “Tomar sua cruz, cada dia, seguir a Jesus é o caminho mais seguro da penitência” (CIC 1435).

 

A cruz em si não tem nenhum sentido, portanto é necessário o Cristo para seu completo sentido. O crucifixo não deve ser usado como amuleto, de forma supersticiosa, mas como sinal de adesão ao Cristo.

 

 

 

 

Referência: Lirio do Vale

1 comentário Comment

  • Muito bom ler e conhecer o significado

    Eduardo Cordeiro dos Santos

Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados

Comment are moderated